Vídeo: Broken Age – parte 1

Tinha ouvido falar um pouco sobre Broken Age através de um podcast (acho que Podquisition) mas nunca fui atrás de outras informações, pois raramente jogo em PC.
Então, aproveitando que o jogo foi disponibilizado gratuitamente na PSN para assinantes da Plus, resolvi começar.

A primeira coisa que se nota é a arte, que lembra um estilo de pintura clássica. Escolhi Vella para começar e achei tanto os diálogos como as caracterizações divertidas (especialmente a irmã mais nova viciada em doces e o avô rabugento).

A segunda coisa que percebi foi o quanto o jogo lembra os antigos adventures de computador, que nunca tive a chance de jogar porque nunca fui muito de jogar em PC. (o máximo que joguei na época foi Monkey Island, que apesar de ser um barato, não era um gênero que curti muito na época).

Mesmo sem ter jogado a maioria deles, eu acompanha através das revistas de games, ali no final dos anos 90. Maniac Mansion, Indiana Jones, Grim Fandango…

Graças ao The Walking Dead da Telltale, os jogos estilo adventure reconquistaram audiência e ganharam novos títulos (só a Telltale já lançou vários jogos usando o estilo próprio dela).

Gostei do que vi até agora, e irei postar a segunda parte ainda essa semana, com mais impressões sobre a obra.

Advertisements